ARTHUR

Lilypie Kids Birthday tickers

DANIEL

Lilypie Kids Birthday tickers

terça-feira, 29 de abril de 2008

Engordando na gravidez!

Então, gente, como eu havia dito, hoje fui ao médico e recebi boas notícias: consegui engordar só 1 kg do mês anterior até hoje.

O médico disso que 1 kg é o mínimo para se engordar na fase em que estou (conta-se o peso do bebê + líquido amniótico + placenta + retenção de líquidos). Fiquei super feliz! E olha que eu não estou sendo muito disciplinada com relação a não comer doces, mas dei uma boa freada, e também troquei o leite integral pelo desnatado.

Para vocês terem uma idéia da vitória alcançada, vou mostrar a minha evolução "gordural" desde o início da gravidez:

23/11/07 - 58,5 Kg (descoberta da gravidez)
07/12/07 - 61 Kg (aumento de 2,5 Kg)
21/01/08 - 65,4 Kg (aumento de 4,4 Kg)
22/02/08 - 67,7 Kg (aumento de 2,3 Kg)
24/03/08 - 71,2 Kg (aumento de 3,5 Kg)
29/04/08 - 72,2 Kg (aumento de 1 Kg)

Viram? Foi um avanço e tanto! Se eu conseguir continuar nesse ritmo, dá pra engordar só mais 2 Kg até o fim da gestação, ficando um saldo de 15,7 Kg do início ao fim da gravidez.

Agora, ele recomendou que eu tome bastante leite (1/2 L por dia, pelo menos), coma peixe do mar (que contém iodo e faz bem para o neném), ovos e carnes! Hummm... Até bobo come essas coisas, né?

Outra novidade nessa consulta foi que ele pediu para que eu comece a preparar o seio para a amamentação, a fim de evitar fissuras, etc. Já ouvi muitas pessoas comentarem que se deve fazer isso desde o início da gravidez, mas meu médico falou que isso pode até trazer riscos para o bebê, e que o ideal é que se inicie a preparação a partir do 6º/7º mês.

A preparação é feita da seguinte forma: deve-se passar uma pomada (ele recomendou a Massê), 2 vezes ao dia, no mamilo, até que ela seja toda absorvida. Em seguida, deve-se massagear os mamilos com as pontas dos dedos, em todas as direções, para os lados, puxando para a frente, etc. Só isso!
Também conversamos sobre o parto. Ele me explicou várias situações que podem acontecer, como mulheres que querem parto normal, mas na hora, seu corpo não está preparado e precisam fazer cesárea, ou vice-versa. Mas, por fim, ele disse que eu posso optar, se tiver condições para ambos os tipos de parto, entre um e outro. Isso me tranqüilizou um pouco, pois estava receosa de que ele fosse totalmente contra eu querer fazer uma cesárea.

Estou com 28 semanas e 2 dias, a contar da DUM (data da última menstruação).

Ouvimos também o coraçãozinho do Arthur, com 140 bpm (batimentos por minuto). Ou seja, ele está ótimo! Graças a Deus!

Como estou na 28ª semana, ele pediu também novos exames de sangue (alguns novos e outros que já havia feito no início da gravidez), inclusive um para verificar se não estou com diabete gestacional. Mas tudo isso são exames de rotina.

Acho que por hoje é só!

Beijos!

segunda-feira, 28 de abril de 2008

Cesárea ou parto normal?

Amanhã vou ao médico, e meu marido vai me acompanhar.

Estou ansiosa, pois vou ver se deu algum resultado na balança ter "evitado" açúcar neste último mês.

Também pretendo conversar com ele a respeito do parto, já que estou no 7º mês e ainda não falamos profundamente sobre o assunto. Quero fazer cesárea! Não sou corajosa nem aventureira o suficiente para enfrentar um parto normal! Espero que ele me entenda!

Quartinho do bebê: quase pronto!

Hoje vieram montar o quartinho do Arthur, presente das duas vovós: vovó Antônia e vovó Norma!

Resolvi mandar fazer o quarto, ao invés de comprar pronto, devido ao espaço ser muito pequeno. Assim, pude aproveitar ao máximo todos os cantinhos!

Uma das coisas bem funcionais nesse quartinho é o trocador: em cima da cômoda há um armário cuja tampa, quando abre, vira trocador. Não sei se deu pra entender! Mas, assim que descobrir como, vou colocar umas fotinhos do quartinho para vocês verem! Ficou lindo! Agora só falta o berço, que ganhei de uma amiga minha!

É engraçado dizer isso, mas agora, com o quartinho, parece que a chegada do Arthur ficou ainda mais real!

Obrigada vovós!

sábado, 26 de abril de 2008

Passeios: bons, mas cansativos!

Hoje fui ao Centro com minhas amigas, enquanto meu marido estava na aula. Nos divertimos muito, falamos muito, demos muitas risadas...

O único problema de sair com uma gestante é que você precisa acompanhar o seu ritmo, ou seja, lento e com paradas sanitárias!

Cheguei em casa com dor no pé e nas costas, mas valeu a pena. Amo vocês, amigas!

Eis o motivo da dor nas costas!

Noites mal dormidas

Oi, gente!

Quero que saibam que, apesar de falar de estrias, inchaços, enjôos e noites mal dormidas, estou adorando essa fase da minha vida. Tudo é realmente maravilhoso e compensador!

Bom, com relação às noites mal dormidas, é o seguinte: imagine você ter que se virar de 30 em 30 minutos de um lado para o outro, e, mais ou menos, de 2 em 2 horas, levantar para ir ao banheiro. Imaginou? Agora, junta-se a isso, o fato da pessoa, no caso, eu, ter sono leve e simplesmente perder o sono em plena madrugada. Coitado do meu marido que tem que acordar cedo... Ele também não está conseguindo dormir direito, claro!

Esses dias fiquei pensando que isso já é uma preparação para as noites que virão quando o Arthur chegar, pelo menos nas primeiras semanas!

sexta-feira, 25 de abril de 2008

Inchaço nas pernas e estrias!

Inchaço nas pernas!

- Ontem, percebi que minha canela estava muito inchada, pois, quando tirei a minha meia, ficou um desnível grande entre a parte que estava o elástico da meia e o restante da perna. Fiquei um pouco assustada. Mas, li que isso é muito comum no início do 7º mês. Domingo, dia 27/04/08, entro no 7º mês.
- Para evitar esse inchaço é importante diminuir o sal dos alimentos, fazer caminhadas ou hidro, usar meia elástica e colocar as pernas para cima no fim do dia.
- Como está mais friozinho ultimamente, acho que vou conseguir usar a meia elástica com mais frequência, o que não estava conseguindo fazer, devido ao calor. E, tentarei (eu prometo!) criar uma rotina de caminhadas! Segunda-feira eu começo!

Estrias! Argh!!!

- Desde o início da gravidez, estava preocupada com as estrias, pois já sabia que tinha tendência para tê-las! Dito e feito!
- Mesmo me lambuzando de óleo e passando creme, elas apareceram. A barriga ainda está intacta, mas, ontem, percebi uma minúscula estria querendo aparecer! Fiquei desesperada! Já marquei uma consulta com um dermatologista para ver o que pode ser feito.
- Mas, o que me conforta, é que estou fazendo a minha parte, e, se mesmo assim não adiantar, tenho que me conformar e saber que valerá muito a pena!

Do desejo de engravidar até o início do 7º mês de gravidez

- Havia já algum tempo (para não dizer, anos!) que estava com vontade de engravidar, mas percebia que meu marido não tinha o mesmo desejo. Entendi que ainda não era o tempo...
- Até que ele começou a manifestar o mesmo desejo que eu. Então, tirei o DIU dia 28/04/07. E, a cada mês, uma nova expectativa nascia, mas logo acabava. Meu médico havia me dito que, em média, demora-se de 7 a 12 meses para engravidar. Então, mesmo ansiosa, sabia que estava tudo certo.
- Foi então que, no dia 23/11/07, através de um teste de farmácia (que fiz às 04h45!), a boa notícia veio. Deu positivo! Chorei de alegria! Meu marido ainda estava dormindo (obviamente!), e o acordei para contar! Ficamos exultantes de felicidade! A alegria foi tanta que acordei meus familiares e amigos para contar a novidade!
- No primeiro trimestre há uma certa tensão, pois o risco de um aborto espontâneo é mais latente. Mas, graças a Deus, deu tudo certo.
- Ah, já ia me esquecendo! Os enjôos... Tinha sempre que ficava com fome (ou seja, praticamente de 2 em 2h) e quando eu acordava. Tinha que levantar correndo e comer alguma coisa, senão... Outra coisa que me enjoava bastante era o cheiro de determinados produtos, como o sabonete DOVE, o desodorante do meu marido, um tapete que costumava usar na cozinha, entre outros. Mas os enjôos foram diminuindo gradativamente, e, no início do 4º mês, já ficaram raros. Ainda bem!
- Realmente, as mulheres grávidas ficam mais sensíveis. É como uma TPM gestacional (coitados dos maridos!). Mas, diferentemente da TPM, tive poucas alterações de humor, mas, em compensação, tinha vontade de chorar até em propaganda de palito de dente!
- No começo da 19ª semana, senti o Arthur mexer pela primeira vez, mas tive dúvidas de que era ele mexendo ou apenas gases. Mas, com o tempo, passei a discernir bem. É uma sensação indescritível!
Related Posts with Thumbnails