ARTHUR

Lilypie Kids Birthday tickers

DANIEL

Lilypie Kids Birthday tickers

quarta-feira, 20 de janeiro de 2010

Bater ou não bater, eis a questão!


Sei não... É bem provável que eu mude de opinião (talvez em breve), mas a de hoje é: eu não quero bater no Arthur! Acredito ser possível educá-lo sem violência!

Comecei a usar a tática do "cantinho da disciplina", pra ficar pensando! Ele até que ficou um tempinho (uns segundinhos...) e logo saiu. Acho que com o tempo, ele vai entendendo melhor.

O duro mesmo é ouvir um monte de gente dizer que tem que bater para que a criança te obedeça e te respeite (no fundo, no fundo, no fundo, acho que penso assim também... ou acho que me fizeram pensar assim...)

O problema dos tapinhas é que, além de não educarem, depois de um tempo, não resolvem mais. Aí, fica aquela gritaria em casa e muita frustração.

Meu pediatra está de acordo comigo. Disse que bater, só se for por uma causa muuuuuuuito nobre, por exemplo, a criança subiu na janela, ou abriu o gás do fogão... Coisas assim, perigosas!

De resto, com muito amor, muuuuuuita paciência e TEMPO, eu acredito que não vou precisar bater no meu filho! AMÉM!

Chiclete e MAMÃE na boca!


Gente, o Arthur está, literalmente, um GRUDE comigo!

Agora que ele sabe falar mamãe, parece que TUDO é motivo para utilizar o bendito nome.

MÃÃE!!! MAMÃÃE!!! É o dia inteiro assim. E não precisa eu nem estar longe de sua vista, basta eu virar um pouco o rosto em outra direção, pronto! MÃE!

Se fossem apenas os meus ouvidos a sofrer com a situação... O problema agora é que ele PRECISA encostar em mim, em algum lugar. Se sento, pra dar uma folguinha pra coluna, ele vem e quer sentar em cima de mim... Se me agacho pra passar o aspirador debaixo do sofá, ele vem e monta nas minhas costas... Se sento na patente pra... há, vocês sabem... Ele vem e fica pegando na minha perna!

Será que isso vai passar??? Estou pensando seriamente em dar um irmãozinho pra ele, pra ver se, dividindo as atenções, ele fica um pouco mais independente!

Mas, tirando o fato de que é importante pra criança ser independente e aprender a fazer as coisas sozinha, e tirando o cansaço físico, eu a-do-ro ficar grudadinha no meu chicletinho!

domingo, 17 de janeiro de 2010

ARTHUR com 1 ano e 6 meses!


O Arthur foi ao novo pediatra, Dr. Valente, dia 14/01, exatamente no dia em que completou 1 ano e 6 meses! Tive que mudar, pois a antiga pediatra dele não atende mais pelo nosso plano.

Peso: 10.550 g
Altura: 83 cm
P.C.: 49 cm

Pé: 20

Fralda: XG (Pampers Básica) e G (Pampers Total Confort - uso para dormir)

Dentes: Os 8 incisivos e os 4 primeiros pré-molares (mas ainda não estão totalmente expostos).

Palavras que sabe e fala com perfeição: mamãe, mãe, papai, pai, pipi, cocô, boi, pé, mão, bebê, mamá, papá... (tem mais, mas agora não estou lembrando)

Palavras que sabe, mas só fala a primeira sílaba ou só a segunda, ou a mistura de ambas (segundo o pediatra, pode ser por preguiça): bá (bola), pe (peito), bo (boca), o (olho), su (suco), áua (água), cocó (cocoricó), têis (três), amo (vamos), uóuó (vovó), bis (bisa), tai (sai), má (moto), nai (mais)...

E tem outras palavras que ele fala que ninguém sabe o que é!

Sono: Está dormindo mais cedo agora, por volta de 21h30/22h. Mas também está acordando mais cedo, entre 08h30/09h30. À tarde, um sonhinho de 1 a 2 horas, lá pelas 14h.

Agora, quando ele faz cocô, ele avisa, batendo no bumbum e dizendo 'cocô'.

Ele está gostando muito de assistir o Pingu (desenho de uma família de pinguins - veja VÍDEO abaixo) e o Mundo de Elmo (da vila Sésamo). E o Cocoricó, claro! Na Discovery Kids, gosta dos Backyardigans, de um desenho que tem uns porquinhos (não lembro o nome), e de outros que tem bichinhos cantando e dançando.




Ele vê as fotos e aponta para as pessoas, identificando, como: mamãe, papai, vó, bisa (bis)...

Como ele gosta de ver desenho quase grudado na TV (veja a foto abaixo!), achei que pudesse ser algum problema de visão. Então, só por precaução, pedi ao pediatra um exame de vista, já que eu e o Anderson fomos míopes (não somos mais!).



O pediatra deu uma pomadinha pra passar no pipi dele, após o banho, pois achou que está muito fechadinho ainda.

Comecei a escovar os dentinhos dele com pasta (sem flúor). Antes usava só escova e água.
Ele está com mania de bater ou morder quando é contrariado. Nós sempre falamos um NÃO bem sonoro, mas parece que não tem surtido efeito. Então, vamos tentar outra estratégia. Vamos colocá-lo em um cantinho, por uns 2 minutinhos, para pensar. Já tinha pensado em fazer isso antes, mas achava que ele não ia entender por ser muito novinho.
Taí um vídeo do Arthur assistindo PINGU e dando gargalhada!

video
Related Posts with Thumbnails