ARTHUR

Lilypie Kids Birthday tickers

DANIEL

Lilypie Kids Birthday tickers

sábado, 20 de fevereiro de 2010

ARTHUR com 1 ano e 7 meses!


Como o Arthur não foi ao pediatra ainda, não tenho seu peso e altura atuais.

Mas agora está calçando 21.

Fralda: XG (Pampers Básica) e G (Pampers Total Confort).

Dentes: Os 8 incisivos e os 4 primeiros pré-molares (não sei se já estão totalmente expostos).
Não teve graaandes evoluções com relação a novas palavras, mas tem arriscado palavras mais difíceis que acabam ficando hilárias, como por exemplo "mnamnam", que significa molhado. Claro que eu sou a única intérprete capaz de entender e decifrar esses códigos, mas juro que eu entendo quase tudo!

Sono: Nenhuma alteração.

Tenho dado mais ênfase a livros infantis e deixado a TV um pouco de lado. Ele até que se distrae bastante vendo os desenhos dos animais.

Ainda não o levei para fazer o exame de vista. Mãe relaxada!

Parece que a pomadinha de passar no pipi está surtindo efeito. O buraquinho está maior.

Ele adora escovar os dentes com "passs" (pasta). Eu dou a escova com um pouquinho de pasta antes pra ele ficar chupando, depois escovo. Essa última parte ele não gosta muito.

Ele melhorou bastante com relação a mania de bater/morder. O "cantinho do pensamento" está funcionando!

Garatuja! Você sabe o que é? Apenas aqueles rabiscos que seu filho faz no papel. São desenhos não-estruturados que mostram mais sobre a vida da criança, o que ela gosta. Além de forma de comunicação, esses rabiscos são também os passos iniciais dele no mundo das artes. Chique, não?
Mais uma etapa vencida e outra iniciando. E assim caminha a humanidade.

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010

Fraldas descartáveis x Fraldas reutilizáveis

Achei a reportagem interessante, mas confesso que nunca coloquei nenhuma fralda reutilizável no Arthur... Mas você pode conferir a experiência da minha xará, Mariana, no blog dela.

Você usaria em seu filho?




Fraldas descartáveis x Fraldas reutilizáveis


Os têxteis sanitários, onde estão incluídas as fraldas descartáveis são responsáveis por cerca de 5,17% dos resíduos sólidos urbanos produzidos em 2008, tendo subido em relação à produção de 2006: 3,9 % (a), o que significa uma produção anual nacional superior a 200 mil toneladas.

Cada bebê usa por mês uma média de 250 fraldas descartáveis durante 2 a 3 anos. Ou seja, cerca de 6000 fraldas em 2 anos, segundo cálculos feitos por várias mães que contactamos para recolher informação.

Compostas por uma camada exterior de polietileno, e uma camada interna de pasta de papel e poliacrilato de sódio, são utilizados 3 tipos de recursos principais, um deles não é renovável, para o seu fabrico: petróleo, árvores (pasta de papel) e água que acabam nos nossos aterros.

Depois de fechadas sobre si com os adesivos, as fraldas descartáveis são depositadas nos contentores de resíduos indiferenciados, sendo geralmente encaminhadas posteriormente para aterro. A degradabilidade do plástico envolvente é limitada permanecendo a fralda intacta por tempo indeterminado.

- Fraldas reutilizáveis: amigas do ambiente, baratas e saudáveis.

Vantagens ambientais:

As fraldas reutilizáveis são produzidas em algodão, microfibras vegetais, lã ou malha polar. A sua durabilidade é imprevisível, podendo ser usadas durante 2 anos, ficar guardadas numa gaveta até voltarem a ser usadas por um nova criança por mais dois anos. Podem ainda ser vendidas em 2ª mão para utilização por outros bebês.

A utilização de fraldas reutilizáveis previne a produção de grande parte do total de têxteis sanitários dos resíduos sólidos urbanos produzidos.

Vantagens econômicas:

Estas fraldas saem muito mais baratas se comparadas com a solução descartável, contabilizando as cerca de 6000 fraldas que cada bebê usa durante 2 anos.

Existem em várias cores, modelos e materiais o que faz com que os preços também variem muito.

Cremos que ao fim de um ano, mesmo optando pelas fraldas descartáveis mais baratas, o investimento feito em fraldas reutilizáveis está coberto.

Vantagens na saúde do bebê:

Tanto a fralda capa, como o núcleo interior da fralda reutilizável ficam em contato com a pele do bebê. Devido a serem produzidas em materiais como algodão ou microfibras vegetais previnem o aparecimento de alergias e dermatites na zona de contacto com a pele.

Adaptado de http://www.quercus.pt/

segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010

Gargalhadas!

Nesse vídeo, Arthur estava com quase 7 meses! Óóunn...

video

Para quem não conseguir visualizar por aqui, pode vê-lo direto desse link:
http://www.youtube.com/watch?v=nxNrer4fjKo&feature=player_embedded

segunda-feira, 1 de fevereiro de 2010

Estou grávida!

Não acredito que não postei isso antes! Esqueci de contar como foi o dia em que descobri que estava grávida!

Foi assim...

Eu tirei o DIU dia 28/04, engravidei dia 21/10 (bem provável!) e descobri que estava grávida dia 23/11. (Escrevendo isso, acabei de constatar que, até hoje, estava fazendo os cálculos errados. Achei que tivesse engravidado após 7 meses de tentativa, mas foram 6 meses.)

Então, mês a mês eu fazia o teste de farmácia, para ver se tinha engravidado e nada. Mas, dessa vez, comprei o teste sem meu marido saber, pois não queria, mais uma vez, criar uma expectativa frustrada!

Era mais ou menos 4h30/5h da manhã e me deu aquela vontade louca de ir ao banheiro. Pensei: Tenho que fazer o teste agora! E assim, meio sonolenta, mirei no potinho, coloquei a fitinha lá e esperei!


Quando vi os dois risquinhos, não acreditei. Levei a mão à boca e comecei a chorar. Foi muito emocionante! Fui até a cama, sacudi o braço do meu marido e falei: Mô, tô grávida! Ele: Sério? Eu: Sério! Aí ele me abraçou e ficamos ali, acordados, imaginando como seria dali pra frente. Isso durou uns minutinhos... Corri para o telefone e liguei pra todo mundo, pra contar a novidade. É claro que acordei a todos, afinal, ainda era 06h30 da madruga!

Com cara de madrugada! (Anderson, de calouro!)
Related Posts with Thumbnails